Sala de Imprensa

NOTÍCIAS

Saiba as últimas novidades da Fazenda da Paz.
Elena-Petriogrande-1200x674.jpeg

23/05/2020 Notícias

O mundo está sofrendo com a pandemia da Covid-19. A Itália foi um dos países mais afetados pelo vírus e perdeu muitos de seus cidadãos que, sequer, puderam se despedir de familiares e amigos. Além das mortes, a pandemia tem causado fortes impactos sociais, agravando ainda mais a desigualdade.

Para tentar se manter e continuar ajudando pessoas de baixa renda, as organizações piauienses que compõem a Rede Ponte (CPT-PI, Fazenda da Paz, Ubiqua, Funaci e Cáritas) realizam neste sábado (23), às 16h a live solidária, que será exibida no canal no Youtube TV Nestante e na TV Antares. A live contará com atrações artísticas locais e falará do trabalho dessas organizações realizados em prol da sociedade.

Para Elena Pietrogrande, italiana e sobrinha do Jesuíta do Padre Humberto Pietrogrande, um dos fundadores da Funaci em Teresina, esta transmissão apoia uma causa muito importante e necessária. “A pandemia não faz distinção entre as pessoas, se tem um emprego e hoje podem sobreviver ou aqueles que não têm nada. Essas pessoas têm o direito de serem ajudadas. Temos o dever de fazê-lo! Assim é no mundo inteiro, assim é no Brasil e na Itália. Meu apelo aos amigos e irmãos brasileiros é continuar a ser generoso com aqueles que estão em pior situação do que nós. A situação é dramática: ‘Vamos salvar a nós mesmos se pudermos fazê-lo juntos’, isto é o que nos convoca a fazer o Papa Francisco. E continua a estimular: ‘Estamos todos no mesmo barco! Devemos ter confiança no Senhor, mas antes de tudo devemos agir como irmãos e irmãs e nos ajudar’. Recomendo doar o que puder e mantenha o seu coração aberto”, diz.

A live é o ponto de partida para a Campanha  “Ponte Solidária com o Piauí”. O objetivo é chamar atenção para aqueles que contam com a solidariedade e precisam de ajuda para ter o mínimo possível para manter uma vida digna. A campanha irá arrecadar recursos que serão convertidos em cestas básicas, produtos de higiene pessoal e de limpeza.

A também italiana Elena Cracco, presidente da AESCCC (Associazione Amici dello Stato Brasiliano Espirito Santo Centro di Collaborazione Comunitaria), diz que o ideal da AESCCC é criar uma sociedade fraterna. “Essa iniciativa feita pelas associações Funaci, CPT, Fazenda da Paz, Cáritas Piauí, Cáritas Teresina e Grupo Comradio, representa, na minha opinião, a concretização desse sonho. Com imensa satisfação, contemplo plenamente essa brilhante iniciativa, essa campanha, ao lado das associações e desejo muito sucesso”, comenta.

É hora de construir uma Ponte Solidária com o Piauí! Participe desta campanha.

Mais informações sobre as organizações e de como ajudar estão disponíveis no site: https://redeponte.org.br/


Ponte-Solidaria.png

21/05/2020 Notícias

Neste sábado (23), às 16h, será exibido o programa “Ponte Solidária com o Piauí” na TV Antares e no canal do YouTube TV Nestante. O programa contará com a participação de diversos artistas locais e tem o objetivo de arrecadar doações que serão convertidas em cestas básicas e produtos de limpeza e higiene pessoal.

Os recursos arrecadados serão doados para as organizações que fazem parte da Rede Ponte (CPT-PI, Fazenda da Paz, Ubiqua, Funaci e Cáritas). Estas organizações atendem diversos públicos em situação de vulnerabilidade no Piauí, possibilitando acesso a saúde, educação, qualificação e inserção profissional, tratamento de dependência química, assistência social e outros. São trabalhos de extrema importância que dão condições de mais dignidade a uma parcela da população piauiense.

A Campanha é realizada em meio a uma pandemia que tem impactado diretamente, nesse primeiro momento, a população de baixa renda. É essa população que é atendida pela Rede Ponte e que precisa de ajuda.

O programa “Ponte Solidária com o Piauí” foi uma forma que a Rede Ponte encontrou de mostrar o trabalho das organizações dentro do Estado e como ela tem alcançado e ajudado a mudar a realidade de muitas famílias. As doações para a campanha já podem ser feitas e a Rede continuará recebendo mesmo após a exibição do programa.

É hora de construir uma Ponte Solidária com o Piauí! Participe desta campanha.

Mais informações sobre as organizações e de como ajudar estão disponíveis no site: https://redeponte.org.br/


celio-fazenda-da-paz-1.jpg

20/05/2020 Notícias

Teresina terá quatro abrigos que irão receber pessoas carentes diagnosticadas com Covid-19, apresentam sintomas leves ou são assintomáticos, e que não têm condições de realizar o isolamento social de 14 dias em casa. A Fazenda da Paz será a responsável por administrar todo o projeto dos abrigos, como recursos humanos, manutenção, reforma e alimentação.

Para o coordenador da Fazenda da Paz, Célio Luiz Barbosa, é uma honra a organização administrar esses espaços porque “é acolhimento e já fazemos isso em nossa instituição. Então, casou essa grande ideia neste momento de crise. A Fazenda da Paz vai ajudar aqueles que mais precisam. Esses abrigos vão receber pessoas que foram testadas positivo para coronavírus e têm de ficar de quarentena em casa, mas a casa é pequena, onde moram cinco/ seis pessoas em um/dois quartos. Vamos disponibilizar o espaço com todo o conforto possível com internet, alimentação, todo o parâmetro para o seu dia a dia não passar com dificuldade. O paciente vai estar se cuidando para voltar para casa bem. Iremos funcionar 24h, assim como a Fazenda da Paz”, diz. 

Os abrigos serão construídos pela Fundação Itaú em escolas estaduais nas zonas norte, sul, leste e sudeste da capital, que serão escolhidas pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Estes espaços serão para famílias que possuem condições não favoráveis ao isolamento familiar, que não têm como separar um cômodo para apenas uma pessoa. Nos abrigos os pacientes serão acompanhados por profissionais de saúde. Ao todo serão 200 vagas.

“Sugeri que fosse um em cada zona para as pessoas ficarem mais perto do convívio familiar. É preciso se preocupar com os mais pobres. E é mais um serviço para combater a propagação do coronavírus”, relatou a vice-governadora Regina Sousa.


5-1200x829.jpeg

17/05/2020 Notícias

 

O isolamento social fez com que novos hábitos fossem criados. Desde o decreto que determina  a quarentena, as visitas familiares foram suspensas, além da adoção de medidas de prevenção a Covid-19.

Mesmo com as limitações por conta da pandemia, como o serviço da Fazenda da Paz é considerado essencial, as atividades continuam. E, neste domingo (17), cinco acolhidos foram agraciados com a graduação. A graduação consiste na conclusão da primeira etapa do plano terapêutico da Fazenda da Paz. 

Este é um momento muito importante para os acolhidos. Uma vitória para aqueles que, durante um ano, aprenderam as ferramentas para uma vida melhor aqui fora. 

“Esses cinco homens entraram aqui fragilizados. Eles nos procuraram em busca de uma nova vida e saem daqui homem renovados. Hoje, cinco homens saem com todas as ferramentas para ter uma vida melhor, com orientações, com estudo, com qualificação profissional”, diz Célio Luiz Barbosa, coordenador da Fazenda da Paz.

Os familiares não estiveram fisicamente na graduação, mas receberam vídeos do momento em que seu familiar recebeu o diploma e de toda a celebração. 

4

 

“Meu sentimento é de gratidão por alcançar esse obstáculo e conseguir concluir. Esse projeto me resgatou. A dependência química acaba com uma pessoa e esse problema pode ser resolvido com o programa. Essa ferida pode ser curada de dentro para fora com o acompanhamento, com o programa. Graças ao poder superior, aos colegas aqui e a solidariedade, hoje estou bem”, disse o graduado Gleykson Cruz.

 

 

Ajude a Fazenda da Paz a ajudar

O momento é complicado para todos os setores, inclusive para aqueles que precisam da solidariedade para se manter. Por conta da crise financeira e a dificuldade de captar recursos devido as limitações da pandemia do coronavírus, Fazenda da Paz suspendeu o acolhimento na Comunidade Terapêutica Mãe da Misericórdia, localizada no município de Valença-PI.

Para que essa situação não se agrave, a Fazenda da Paz pede que, quem puder, ajude com alguma doação, seja financeira ou de alimentos. Esse ato de solidariedade poderá continuar a salvar vidas.

3

As doação podem ser feitas na plataforma Benfeitoria. Para contribuir, basta acessar o link https://benfeitoria.com/fazendadapaz . Além desta plataforma, as doações podem ser feitas ainda pela conta do Banco do Brasil (Agência: 3219-0/ Conta Corrente: 88159-7) ou presencialmente no escritório, que fica na Rua São Pedro, 1841 – Centro). A instituição também vende produtos produzidos nas Comunidades Terapêuticas, como: cajuína, castanha, feijão verde e móveis de madeira. Para mais informações foi disponibilizado os contatos: (86) 3221-5995/ 99813-5131 (Wpp). 

 

 

Fazenda da Paz

A Fazenda da Paz é primeira Comunidade Terapêutica do Piauí, uma instituição não governamental, que hoje acolhe gratuitamente dependentes químicos que manifestam o desejo de tratamento e mudanças. Já realizou mais de 30.000 (trinta mil) atendimentos de familiares e dependentes químicos.

A instituição tem como linhas de atuação a prevenção, o tratamento, a reinserção social e a incidência política. A Prevenção é linha adotada como estratégia de superação do preconceito e elevação das chances de reinserção socioeconômica e prevenção da reincidência ao uso de álcool e outras drogas.


Mãe-de-Misericórdia.jpg

08/05/2020 Notícias

O momento é complicado para todos os setores, inclusive para aqueles que precisam da solidariedade para se manter. Por conta da crise financeira e a dificuldade de captar recursos devido as limitações da pandemia do coronavírus, Fazenda da Paz suspendeu o acolhimento na Comunidade Terapêutica Mãe da Misericórdia, localizada no município de Valença-PI.
“Essa Comunidade é uma parceria da Fazenda da Paz com a Arquidiocese de Teresina, a Paróquia Nossa Senhora do Ó e Conceição e a Paróquia São Francisco de Assis. Hoje estamos indo para o quinto ano de acolhimento. Contudo, devido as dificuldades financeiras, repasses atrasados e a pandemia, não estamos tendo condições de manter a estrutura nesse momento”, explica a presidente da Fazenda da Paz, Eneida Lustosa.
Os acolhidos em acompanhamento daquela Comunidade Terapêutica não ficarão desassistidos. Eles serão encaminhados para Teresina para que possam continuar o seu tratamento.

Eneida Lustosa“Os atendimentos para possíveis recolhimentos serão feitos em um escritório dentro da cidade de Valença. No entanto, os novos acolhidos não ficarão no município, serão encaminhados para a Comunidade que possuir vaga”, observa Eneida.
Para que essa situação não se agrave, a Fazenda da Paz pede que, quem puder, ajude com alguma doação, seja financeira ou de alimentos. Esse ato de solidariedade poderá continuar a salvar vidas.
As doação podem ser feitas na plataforma Benfeitoria. Para contribuir, basta acessar o link https://benfeitoria.com/fazendadapaz . Além desta plataforma, as doações podem ser feitas ainda pela conta do Banco do Brasil (Agência: 3219-0/ Conta Corrente: 88159-7) ou presencialmente no escritório, que fica na Rua São Pedro, 1841 – Centro). A instituição também vende produtos produzidos nas Comunidades Terapêuticas, como: cajuína, castanha, feijão verde e móveis de madeira. Para mais informações foi disponibilizado os contatos: (86) 3221-5995/ 99813-5131 (Wpp).

Fazenda da Paz
A Fazenda da Paz é primeira Comunidade Terapêutica do Piauí, uma instituição não governamental, que hoje acolhe gratuitamente dependentes químicos que manifestam o desejo de tratamento e mudanças. Já realizou mais de 30.000 (trinta mil) atendimentos de familiares e dependentes químicos.
A instituição tem como linhas de atuação a prevenção, o tratamento, a reinserção social e a incidência política. A Prevenção é linha adotada como estratégia de superação do preconceito e elevação das chances de reinserção socioeconômica e prevenção da reincidência ao uso de álcool e outras drogas.


banner-para-site-O0K-1200x563.jpg

07/05/2020 Notícias

Em tempo de pandemia do coronavírus e isolamento social, a solidariedade tem sido uma ferramenta importante para que as instituições que ajudam ao próximo continuem suas atividades.

A Fazenda da Paz é um serviço essencial e por isso não pode parar. Há 26 anos a instituição vem salvando vidas e famílias do mundo da dependência química não só de Teresina, mas de diversas partes do mundo.

“Nesses 26 anos é a primeira vez que a Fazenda da Paz está passando por uma dificuldade como essa. Estamos cumprindo o que o Ministério da Saúde, a Secretaria de saúde do estado e município estão orientando quanto ao combate ao coronavírus. E por conta disso, paramos com tudo. E, por parar com tudo, estamos passando por dificuldade. Estamos precisando de apoio financeiro e de alimentação”, explica Célio Luiz Barbosa, coordenador da Fazenda da Paz.

A instituição está enfrentando dificuldade para manter as Comunidades Terapêuticas por conta da diminuição das doações. Para não fechar as parar suas atividades, a Fazenda da Paz tem buscado alternativas para continuar ajudando quem precisa.

A Fazenda da Paz vai continuar salvando vidas, mas hoje precisamos desse apoio da população. Nos ajude a ajudar e a manter as seis Comunidades Terapêuticas funcionando”, pede Célio Barbosa.

Por conta dessa crise, a ONG lançou uma campanha na plataforma Benfeitoria. Para doar, basta acessar o link https://benfeitoria.com/fazendadapaz . Lá está descrita a trajetória da Fazenda da Paz, suas funções, informações sobre o atual cenário e metas de arrecadação.

Além desta plataforma, as doações podem ser feitas ainda pela conta do Banco do Brasil (Agência: 3219-0/ Conta Corrente: 88159-7) ou presencialmente no escritório, que fica na Rua São Pedro, 1841 – Centro). A instituição também vende produtos produzidos nas Comunidades Terapêuticas, como: cajuína, castanha, feijão verde e móveis de madeira. Para mais informações foi disponibilizado os contatos: (86) 3221-5995/ 99813-5131 (Wpp). 

 

Fazenda da Paz

A Fazenda da Paz é primeira Comunidade Terapêutica do Piauí, uma instituição não governamental, que hoje acolhe gratuitamente dependentes químicos que manifestam o desejo de tratamento e mudanças. Já realizou mais de 30.000 (trinta mil) atendimentos de familiares e dependentes químicos.

A instituição tem como linhas de atuação a prevenção, o tratamento, a reinserção social e a incidência política. A Prevenção é linha adotada como estratégia de superação do preconceito e elevação das chances de reinserção socioeconômica e prevenção da reincidência ao uso de álcool e outras drogas.


9fd34998-d924-4863-ae76-00a87018b391-1b31c4ca-414a-4bf7-8072-b1063c7bdf4d-1200x889.jpg

04/05/2020 Notícias

Em tempo de pandemia do coronavírus e o isolamento social, a Fazenda da Paz, entidade que atende populações vulneráveis da dependência química, luta para se manter. As doações estão diminuindo e, em alguns casos, não há como manter as seis unidades atendidas pela ONG no mês de maio. Com isso, a direção pede ajuda para não fechar as portas.

A Fazenda da Paz passa pela pior crise em 26 anos de existência. A falta de recursos, no entanto, bateu à porta da organização, que está tendo dificuldades para continuar os trabalhos, pagar os funcionários e seguir com atividades voltadas à assistência.

Foto: João Allbert

“Nestes 26 anos nunca passamos uma dificuldade tão grande. Trabalhamos com parcerias com estado, município e instituições, mas com a pandemia fechou tudo. Há 40 dias não fazemos uma captação de recursos. Não temos dinheiro para pagar as contas, estamos economizando alimentação para mais duas semanas”, afirma o coordenador da Fazenda, Célio Barbosa.

A organização sem fins lucrativos atualmente acolhe 330 pessoas —jovens e adultos, homens e mulheres— dependentes químicos e possui 79 funcionários. Segundo a administração da entidade, a maior parte da renda vinha de doações de empresas, voluntários e alguns eventos. Porém, com a pandemia, essas atividades foram suspensas.

Foto: João Allbert

“Apesar de termos um povo solidário as pessoas se trancaram e ficou mais difícil de ajudar. A principal doação que precisamos é pagar nossas dívidas; impostos, combustível, salário e alimentação. Que os empresários e a sociedade nos ajudem, podemos fechar as portas. Em quase três décadas já atendemos, como escritório ou na atividade, mais de 28 mil famílias”, ressalta o coordenador.

Como ajudar

Diante desse cenário, em que, a ONG não conta com uma verba garantida e diante da perspectiva de confinamento da população, uma das alternativas é apostar nas plataformas digitais. As doações em dinheiro podem ser feitas via depósito no Banco do Brasil (Agência: 3219-0/ Conta: 88159-7), com o QR Code (Vídeo a seguir) ou através do www.benfeitoria.com/fazendadapaz.

“Não temos recursos para comprar carnes, frangos, repasse de mantimentos. Isso vai ajudar na manutenção dentro do acolhimento, tudo vai nos ajudar a manter”, diz Célio Barbosa. Para isso, basta ligar para (86) 3221-5995/ 99813-5131. Doações também podem ser feitas pessoalmente na provedoria da Fazenda da Paz (Rua São Pedro, 1841 – Centro de Teresina). Caso não seja possível a entrega uma equipe da ONG se deslocará para buscar os itens.

Com todos os esforços centrados na captação de doações para minimizar os impactos da crise, o tratamento completo contra as drogas e as capacitações dos atendidos estão mantidos. “Estamos conseguindo manter o tratamento de todos os acolhidos, eles estão conscientes de ficarmos dentro da unidade. Não queremos devolver nossos atendidos para casa, é pior, são grupos de risco que podem voltar para as ruas e para as drogas”, conclui Célio.

Idealizada pelo Padre Pedro Balzi em parceria com a leigos da Arquidiocese de Teresina, e implantada pelo terapeuta Célio Barbosa, a Fazenda da Paz gerencia sete comunidades terapêuticas: Terra da Esperança, Flor de Maria e Santa Teresinha (Timon/MA), Luz e Vida e Maria Madalena (Teresina/PI) e Mãe da Misericórdia (Valença/PI). Recentemente foi inaugurado a nova sede, Rainha da Paz em (Parnaíba/PI).

 

Fonte: Meio Norte 


curso-fazenda2-1200x760.jpeg

30/04/2020 Notícias

“Conseguir um trabalho após o meu tratamento foi a melhor coisa que aconteceu na minha vida. Hoje consigo me organizar financeiramente e ainda ajudar na minha casa, o que me dá orgulho. Agora posso dizer que sou feliz e que o trabalho ajudou a transformar a minha vida”, relata Evilásio Leal, ex-acolhido acompanhado pelo Centro de Convivência “Retomando o Caminho”, parceria da Fazenda da Paz com a Secretaria Municipal de Cidadania, Assistência Social e Políticas Integradas (Semcaspi).

O mercado de trabalho é um espaço cada vez mais competitivo. Para conquistar uma vaga de emprego é importante cada vez mais qualificação. Os jovens estão entrando em contato cada vez mais cedo com a drogadição, dificultando ou até impedindo a conclusão do ensino regular. Isso acaba dando a essa parte da população uma desvantagem maior no campo competitivo do mercado de trabalho.

A Fazenda da Paz foi a pioneira no Brasil em inserir a escola básica e a profissionalização em Comunidades Terapêuticas. Para que essa profissionalização seja realizada de forma eficiente e responsável, a Instituição possui parceria com a Brucke Lepont, Sistema “S” e Fundação Wall Ferraz para ajudar nesse processo através de cursos profissionalizantes.

Messia Antônio, é ex-acolhido da Fazenda da Paz. Durante o seu tratamento ele participou de dois cursos profissionalizantes. Após sua graduação, evento em que o acolhido conclui o Programa Terapêutico da Dependência Química  e retorna ao convívio social e familiar, ele passou a trabalhar de carteira assinada em uma loja de material de construção.

“Nós sabemos que não é fácil conseguir um emprego depois de ter passado por um tratamento de dependência, mas me qualificar ajudou muito. Na Fazenda tive a oportunidade de fazer os cursos de montagem de computador e informática básica. Antes eu não sabia nem ligar um computador e hoje sei muita coisa. Antes eu não tinha muito conhecimento dessas coisas, hoje me sinto bem em saber o que aprendi. Ter esse trabalho e essa função faz eu me sentir útil”, conta.

curso fazenda

A profissionalização faz parte da metodologia da Fazenda da Paz. Ao concluir o tratamento, muitos acolhidos retornavam ociosos para casa. Mas, através da profissionalização, o pós-tratamento se torna mais seguro estando alinhado com a reinserção social através do trabalho. Por conta disso, além da oportunidade de concluir o ensino regular, os dependentes químicos em tratamento podem realizar os cursos de corte e costura, marcenaria, técnicas agrícolas, mecânica de moto ou eletricista predial.

“Além da reconstrução dos valores morais de cada acolhido, precisa-se ir além, fazer com que esses cursos fossem atrativos para o mercado de trabalho. Para isso, a equipe de projetos da Fazenda da Paz foi a campo ver quais cursos poderiam ser ofertados. Todos se desenvolvem dentro das Comunidades Terapêuticas e são alinhados ao tratamento, pois não adianta fazer a profissionalização sem tratamento”, explica a Coordenadora de Projetos da Fazenda da Paz, Ingrid Diniz.

Além da profissionalização dentro das Comunidades Terapêuticas, uma parceria com a Semcaspi, resultou no Centro de Convivência “Retomando Caminho”.

Segundo Andrea Bastos, Coordenadora do Centro, o objetivo é inserir egressos oriundos de Comunidades Terapêuticas e dependentes químicos atendidos pela rede socioassistencial de atendimento do município na inclusão produtiva do mercado de trabalho. “Esse sempre foi o nosso objetivo: trazer essas pessoas que sofrem com a dependência química e são muitas vezes hostilizados e discriminados pela sociedade de volta ao núcleo social. Temos como meta devolver para eles a dignidade e o respeito e sabemos o quanto que um trabalho pode ajudar neste intuito”, explica.

 

Fazenda da Paz

A Fazenda da Paz é primeira Comunidade Terapêutica do Piauí, uma instituição não governamental, que hoje acolhe gratuitamente dependentes químicos que manifestam o desejo de tratamento e mudanças.

A instituição tem como linhas de atuação a prevenção, o tratamento, a reinserção social e a incidência política. A Prevenção é linha adotada como estratégia de superação do preconceito e elevação das chances de reinserção socioeconômica e prevenção da reincidência ao uso de álcool e outras drogas.


pense.jpeg

28/04/2020 Notícias

Nesta terça-feira (28) a Fazenda da Paz recebeu da Rede Pense Piauí a doação de mil máscaras de proteção facial e 42 litros de álcool 70%. A iniciativa que irá ajudar a instituição no enfrentamento a Covid-19 protegendo os nossos acolhidos e colaboradores.

 

A Rede Pense Piauí é uma sociedade civil organizada (empresários, professores, servidores públicos, entidades de classe e voluntários) que se uniu aos Governos Estadual e Municipal no combate ao novo Coronavírus. A meta dessa ação voluntária é viabilizar 120 mil de Equipamentos de Proteção Individual, 300 mil litros/mês de álcool 70 que serão distribuídos para Unidades Básicas de Saúde, UPAs e hospitais.


hosp1.jpeg

28/04/2020 Notícias

O hospital de campanha que está sendo montado do Centro de Badminton da Universidade Federal do Piauí (UFPI) receberá o nome do Servo de Deus Padre Pedro Balzi. A unidade, que será inaugurada nos próximos dias pela Prefeitura de Teresina, terá capacidade de realizar pequenas cirurgias, estabilizar e entubar pacientes em estado grave de Covid-19 na capital.

O hospital terá mais de 82 leitos clínicos e será equipado com cama, suporte de soro, sistemas de oxigênio, além de leitos de estabilização com ventiladores pulmonares mecânicos e monitores cardíacos.

Na parte externa do hospital de campanha terá ainda uma central covid-19 que fará a triagem dos pacientes.

hosp

Esta é mais uma ação importante, de impacto, da Universidade Federal do Piauí, no sentido de colaborar com as instituições públicas de saúde e com os governos Municipal e Estadual, no enfrentamento dessa crise provocada pela disseminação da COVID-19. É a UFPI se unindo à sociedade piauiense nessa corrente solidária em defesa da Vida!”, disse o Reitor da UFPI, Prof. Dr. José Arimatéia Dantas em entrevista.

Os hospitais de campanha são estruturas temporárias. Nestas unidades, as vagas dos leitos serão reguladas e disponibilizadas, exclusivamente, para pacientes vindos de outros hospitais e UPAS de Teresina, em ambulâncias do SAMU e que se enquadrem em casos de baixa e média complexidade decorrentes da Covid-19. Se houver necessidade, serão transferidos para locais que atendem casos de alta complexidade.


logo_rodape

A Fazenda da Paz é a primeira Comunidade Terapêutica do Piauí, uma instituição não governamental. Hoje acolhemos gratuitamente dependentes químicos que manifestam o desejo de tratamento e mudanças. Leia Mais...

Produtos e Serviços

As pessoas que entendem a importância dessa luta podem começar substituindo alguns produtos vendidos no mercado convencional pelos produzidos na entidade. Conheça mais...

Inscreva-se

Assine e receba informações importantes em seu e-mail.

© 2017 Fazenda da Paz. / Developer Dailson Machado 86 9800 4851