top of page

Fazenda da Paz inaugura Centro de Reinserção Padre Pedro Balzi em Teresina

Atualizado: 30 de ago. de 2023

Serão ofertados cursos voltados para prestação de serviços gerais, mecânica de motos, manutenção predial e marcenaria.


A Fazenda da Paz, em parceria com Governo do Estado do Piauí, inaugurou nesta quinta-feira (20) o Centro de Reinserção Padre Pedro Balzi, situado no bairro Vermelha, região Centro/Sul de Teresina. A estrutura é destinada para contribuir no processo de cidadania e resgate das habilidades profissionais de pessoas que finalizaram o tratamento da dependência química.


A solenidade de inauguração contou com a presença do governador Wellington Dias (PT), da coordenadora Estadual de Enfrentamento às Drogas e demais autoridades que atuam em prol da reintegração e desenvolvimento social. Serão ofertados cursos voltados para prestação de serviços gerais, mecânica de motos, manutenção predial e marcenaria.


O Governador Wellington Dias percorreu o espaço e destacou que a assistência aos ex-dependentes químicos é uma oportunidade para que, ao saírem do tratamento, eles voltem para a sociedade capacitados. “Dar cidadania, dignidade e para mostrar que o governo do estadual está dando o apoio para que eles tenham emprego, cuidem de suas famílias e permaneçam longe das drogas”, disse. Wellington acrescentou que essa é uma maneira de dar estímulo às ações de resgate e reinserção social de pessoas mais vulneráveis.


Além de Teresina, também serão instalados demais centros nos municípios de Parnaíba, Floriano, São João do Piauí e Bom Jesus. Segundo Célio Luiz, fundador e coordenador geral da Fazenda da Paz, 160 empresas já apoiam o Centro de Reinserção Padre Pedro, o que vai fornecer ainda mais recursos e articulações para acolher 480 pessoas.


A Coordenadora Geral de Enfrentamento às Drogas do Piauí, Cida Santiago, ressaltou que os ex-dependentes químicos ainda são vítimas do preconceito da sociedade. A ação de capacitação, segundo ela, também busca mostrar que o esse estigma precisa ser superado. "No Centro serão disponibilizados todos os aparatos para resgatar as pessoas que estão fora do mercado de trabalho. Serão instrutores, professores e profissionais de diversas áreas para ministrar esses cursos. Daqui, sairão pessoas ainda mais capazes de construir uma vida melhor”, ressaltou.


“Nosso novo lar vai dar oportunidade aos egressos de comunidades terapêuticas e seus familiares. Vamos disponibilizar assistente social, psicóloga, pedagoga e acompanhamento da FENACT. O Piauí tem 41 comunidades terapêuticas e o Centro está abrindo oportunidades para a formação para essas pessoas”, destaca Célio


O secretário de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (SASC), Zé Santana, informou que o Fundo Estadual de Combate à Pobreza vai cumprir seu papel em cada unidade implantada no estado. “Desde o primeiro momento priorizamos esta demanda e esse tipo de projeto. Buscamos dar toda ênfase e disponibilizamos recursos para garantir e continuar garantindo a atuação de cada um", falou.


Os egressos vindos de comunidades terapêuticas serão encaminhados ao centro através de um cadastro das comunidades parceiras para ter acesso aos cursos profissionalizantes. A Secretaria de Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (SASC) vai ajudar nesse processo.



17 visualizações
bottom of page