top of page

Fazenda da Paz participa de reunião para retomada do Projeto Ressocializar para Não Prender

Atualizado: 30 de ago. de 2023

Atendendo solicitação da Central de Inquérito do Tribunal de Justiça do Piauí, a Coordenadoria de Enfrentamento às Drogas do Piauí reuniu nesta quinta-feira (21), representantes das Comunidades Terapêuticas de Teresina, para tratar sobre a retomada do Projeto Ressocializar para Não Prender.


O Projeto Ressocializar Para não Prender, tem como objetivo atender a pessoas com dependência química e que cometeram pequenos delitos sob efeito de drogas.


O projeto teve início em 2018 através do Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) em parceria com o Governo do Estado do Piauí através da Cendrogas e as Comunidades Terapêuticas de Teresina, funcionando por intermédio da audiência de custódia que consistia em encaminhar para tratamento em comunidades terapêuticas pessoas que cometeram pequenos delitos de menor potencial ofensivo, mas, que agiram por efeito de drogas e são dependentes.


Segundo o coordenador da Central de Inquérito, juiz Valdemir Ferreira, em breve será assinado um novo Termo, com a ampliação no número de entidades que desenvolvem o tratamento e a quantidade de vagas. Já que na primeira fase do projeto participaram somente duas comunidades terapêuticas (Fazenda da Paz e Casa do Oleiro).


"Esse projeto possibilita que essas pessoas sejam tratadas e não jogadas dentro de um presídio. Assumi recentemente a coordenação da Central de Inquéritos e entendo que ele precisa ter mais forças e também sofrer novas adaptações, alcançar um público maior e trazer mais instrumentos que possibilite a reinserção social", finalizou o juiz Valdemir.


“Com o retorno das atividades do Projeto teremos a oportunidade de ajudar mais dependentes químicos e também suas famílias. Parabenizamos o Dr. Valdemir pela iniciativa e a parceria da Cendrogas ao retorno do Projeto”, afirma Célio Barbosa, Coordenador Geral da Fazenda da Paz.



13 visualizações

Comentarios


bottom of page